Eclesiastes

Por algum motivo metafísico
Tropecei assim nas palavras
E fiquei questionando a razão das coisas
Da vida, da terra e do além
Achei tudo absurdamente inexplicável
Apenas vaidades e mais vaidades
Foi então que percebi a futilidade
Em tentar desvendar os mistérios do universo
O sol nasce e se põe, vai uma geração e outra vem
Nada é novo, tudo já foi feito e se tornará a fazer
Plantei arvores, escrevi livros e tive filhos
Nada disso deu um sentido à minha existência
A loucura dessa vida me atormenta
Homens prudentes derrubados pelo acaso
Corruptos desfrutando o luxo e o lazer
O pobre sendo esmagado sem piedade
Guerras em nome de paz, mortes em nome de Deus
O estomago do mendigo dói em mim
Mas minha ganância não sede o pão
Engajei-me ajuntando tesouros efêmeros
E mulheres, tive mais de mil
Deitei em todas as camas
Experimentei louras, negras, morenas e ruivas
Todo esse gozo só me deixou vazio
Perdi minha paz, minha calma e meu ser
Tudo em troca de nada
Apenas solidão e mais solidão
Tive tudo que se pode desejar
Assentei-me no trono do Rei
Coloquei a coroa em minha cabeça
E fui senhor da minha própria estória
Pensei que estava na torre mais elevada
Apreciando os meus jardins
Mas descobri minha estupidez
Meu castelo era de cartas
Bastava um sopro de vento para destruir todo o meu império
Corri e corri atrás de nada
Andei em círculos todo esse tempo
Vi a vida escorrendo pelos dedos
Tudo aqui é enfado e canseira
Desejei minha mocidade novamente
Estava fora do meu alcance
Minha altivez se espatifou
Por mais que tentássemos fugir do Criador
Não existe nada além Dele
Esconder-se é inútil, ignorá-lo é insano
Tudo que somos acaba num único dever
Adorá-lo e obedecê-lo
Porque Deus irá trazer a juízo toda obra
Quer seja boa, ou má.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s