Músicos não são mágicos

O melhor de ser músico vem da relação com o público, ou com as pessoas que você conhece e sempre conversam com você sobre suas músicas, sua banda e etc.
E é nesse contato que sempre acontecem as coisas mais engraçadas.
Por exemplo, existem as famosas dicas de músicas boas para você começar a tocar. É como se a pessoa soubesse exatamente o que seria melhor pra você (musicista) tocar. O maior problema, talvez, não seja nem essa imposição que vem contra a maré, mas que normalmente as pessoas não sabem dizer qual é a p**** da música que seria assim tão boa pra você tocar. Normalmente é assim:
A melhor coisa de ter banda é quando alguém chega e fala “Ahh por que vocês não tocam aquela música… aquela que começa assim ! Ah ele fala alguma coisa meio que heaven, ou everything… e you baby! e tem aquela parte que tem sabe? Acho que é de um filme, ou de uma série, ou eu ouvi na casa de uma amiga! Aquele filme com o Patrick Xueize… Sabe? Não é a que é tema do filme não… é uma que ela tá no meio do deserto… ai que raiva, agora não me lembro o nome!”
Aham, sei sim… Já tá no próximo set da banda! ehe!

Outro aspecto interessante é quando a pessoa quer te elogiar e acaba fazendo você se sentir um lixo, como por exemplo “nossa, não dá nem pra imaginar que era você mesmo tocando!” ou então “nossa, mas você melhorou muito desde a última vez que eu fui naquele show seu… agora tá muito bom!”, “essa música que o pessoal ficou quietinho prestando atenção é de vocês né?!”.

Tem sempre aquele cara que acredita que você sabe tocar na hora do show a música que ele quer. Normalmente é assim:
“Toca uma dos beatles aí! pode ser twist and shout… não sabem? pô toca alguma outra dos beatles aí, qualquer uma!”
Bem… há sempre cds e discos por aí que irão tocar exatamente aquilo que você mais gosta, e olha, sempre vão tocar o que você pedir! Essa é a parada!

Outro fato engraçado é quando aparece um pequeno papelzinho, um guardanapo com algo escrito “Hoje é aniversário da minha irmã, Gertrudes! Toquem alguma música pra ela? Sugestão: Whisky a go go, raul seixas, bruno e marrone, ou qualquer uma do U2 ou daquela banda do Charles!”

Tem também, aquela galera conhecida que acha que você se torna o dono do estabelecimento quando você toca, e quando você chama pra ir ao seu show manda “Pô, sabe que tem como arrumar uma entrada né? Tem roadie? Já sabe que pode contar comigo!”

O mais fofo é quando acaba o show e a banda carrega o equipamento pra ir embora, e aparece alguém pra lá de Bagdá falando “Pô aí, vocês sao fodas! Não vejo um show assim desde o Sidney Magal no Canecão em 73! Isso é rock, cara!”

São esses os todos os amores! O que faz de um músico um cara que trabalha enquanto estão se divertindo, se viram pra buscar um repertório que agrade o maior número de pessoas, que tentam fazer com que a pessoa se sinta bem por estar ali! É isso e quem toca, ama tudo isso, mesmo que às vezes a gente quase esgane!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s