O grande Zeppelin

Parece que o assunto de hoje veio até mim por forças maiores: estava escrito em um site qualquer “o maior Zeppelin a voar foi o (…)”, e dessa forma, acho que faz sentido falar sobre o Led!
Há uns dias numa conversa com um conhecido, caímos no assunto da música, e ele (uns 30 anos mais velho que eu), começou a falar sobre como era diferente a chegada de uma música ou de uma banda aqui: meses até que chegasse em uma loja, e pouco tempo até que acabassem os discos. E nessa ideia, acabou saindo o assunto sobre como que foi, para ele, ouvir o Led Zeppelin pela primeira vez.
Eu fiquei ansioso e invejando o que ele poderia vir a falar, fiquei me imaginando como seria sensacional escutar o Led recém chegado, novo e fresco. Pensei em como se sentiria no seu lugar, e dessa forma minha expectativa sobre o seu relato era a de ouvir algo magnífico. E no entanto, não foi!
Ele me explicou que o Led Zeppelin II chegou aqui no Brasil antes do Led I, pelo BOOM que o segundo álbum foi, e que só depois disso pensaram em trazer o primeiro álbum pra cá. E o que ele me disse sobre ouvir o Led? “Estranho, acho melhor escutar de novo pra ver se eu entendi!”.
Fiquei pensando, e repensando “como assim estranho?”. E antes que eu tivesse como fazer mais juízos, ele me explicou como que foi diferente passar de uma estrutura Beatles, The Monkeys e cair em algo totalmente aberto e fluido como o som do Led. Para ele, foi necessário ouvir algumas vezes para poder sair da questão do quanto foi abrupto para suas conexões nervosas.
Nisso tudo, caí em pensamentos como “Não acredito que o Led II chegou aqui antes!” e outras curiosidades que nunca teria sabido senão com alguém que viveu essa época.
O que tinha no Led II pra dar o que falar?
Bem, o disco abre o lado A com Whole Lotta Love, seguido por What is and what should never be. E se já não fosse sensacional, a terceira música é The Lemon song.
No Lado b, heartbreaker, ramble on e moby dick. Um álbum com nove músicas, nove belezuras!
Mas quando eu pego o primeiro Led Zeppelin e vejo um álbum que começa com Good Times Bad times, no lado A, e com your time is gonna come no lado B, fico pensando: ok, esses caras tiveram tanta sorte ao ponto de poder ter o luxo de estranhar o primeiro encontro com o Led, mas de depois poder amar uma banda tão sensacional!
Sim… Invejo!

Sugestão: escute os dois primeiros álbuns e me digam qual recepção é melhor: pela ordem dos álbuns, ou pela que foi aqui?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s