What’s love got to do with it ? *

Numa única semana de novembro temos: dia 25, o dia internacional da não violência contra a mulher e no dia 26 (ainda estou pensando se é por acaso) o aniversário de uma das maiores estrelas do rock mundial, já celebrado aqui no blog: 74 anos de Tina Turner!

O que uma coisa tem com a outra? Bom, quem é fã de Tina como eu, sabe o começo de sua história. Tina nasceu no estado de Tennessee, mais precisamente, Nutbush, uma cidadezinha pacata. Nasceu Anna Mae Bullock. Nasceu filha caçula, com uma irmã mais velha, filha de um casal freqüentador de uma pequena igreja batista de sua cidade e desde muito pequena, cantava no coral da Igreja. Mas já tinha os traços que fariam Tina Turner conhecida: gritinhos, agudos e caretas que faziam aquela menina de 5 anos se destacar. O problema é que isso não era bem visto pela senhora de idade que regia o coral e ela foi assim, expulsa do coral.

Abandonada pela mãe que sofria com os problemas conjugais e o alcoolismo do pai, Anna Mae foi morar com a avó até sua morte e aí foi chamada pela irmã a ir morar com a mãe em St. Louis e lá, fascinada pela vida noturna, assistiu a várias apresentações de um tal de Ike Turner com sua banda, “Kings of Rhythm” e ao ser apresentada a ele, teve a chance que mudou sua vida: deu uma “canja” com os músicos e sua voz arrebatadora encantou não apenas a Ike como a toda a platéia. Era o começo de uma longa e polêmica história!

Little Anne, como era conhecida pelo grupo, começou como uma “backing vocal” da banda, até que numa gravação, um vocalista faltou e ela emprestou sua voz a uma canção: “Fool in Love”. Foi o estouro para o sucesso! Os produtores amaram a voz de Bullock e “Little Anne” tornou-se Tina Turner, fazendo dupla com Ike.

Do ponto de vista pessoal, Anna Mae se relacionava com o saxofonista da banda e tinha um filho com ele, mas depois de dois anos de um relacionamento conturbado, se separaram e ela ficou mais próxima de Ike e foram morar juntos, criando os dois filhos dele e o filho dela. Tiveram mais um. O problema é que, com o passar do tempo, Ike, extremamente ciumento e por conta do abuso de drogas (embora isso NÃO justifique), passou a espancar Tina, cada vez mais frequentemente, ao ponto de ficar evidente até mesmo ao público, essas agressões.

Após um longo processo de divórcio, Tina, que ganhou na justiça o direito ao nome artístico dado pelo ex marido, começou a batalhar sua carreira, sua vida e a criação dos filhos, inclusive os de Ike que foram morar com ela.

O que o amor tem a ver com isso? De fato, de um histórico de uma mulher agredida que teve a coragem de, nos anos 70 e 80, reagir a agressões diárias e se tornar uma batalhadora pela sua própria vida, o amor tem tudo a ver com isso! O amor próprio. Tina foi espancada ao longo de 12 anos e certamente, sua vida correu riscos.

Alguns poderão dizer: mas se era famosa, poderia ter reagido antes, ou os absurdos: “ah, ela gostava de apanhar, por isso levou tanto tempo!” ou “Ela dava motivos!” como muitas outras anônimas, certamente ouvem a respeito de suas histórias de agressão.

Anna Mae Bullock é uma vitoriosa que sofreu violência de quem menos esperava e de quem amava e superou a dor física e da alma pra sobreviver. Se descobriu forte quando resistiu e saiu debaixo da opressão. Teve que lutar de novo, por sua sobrevivência, mas o principal inimigo que enfrentou não foi o ex marido violento. Foi o medo!

Tina Turner venceu o medo, a violência e o desrespeito e nessa semana completou 74 anos de idade. Nessa semana em que se comemora o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher. Que o exemplo de Anna Mae inspire outras mulheres que sofrem violência e não acreditam que possam sobreviver por medo de passar fome e outras humilhações! Que este exemplo de superação e amor próprio inspire e encoraje outras mulheres que sofrem como Anna Mae, como Maria da Penha, como Teresa, Joana, Lúcia, Joana, etc, afinal o amor tem tudo a ver com isso!

* O título de hoje, “O que o amor tem a ver com isso?” é emprestado de um dos hits de maior sucesso da carreira de Tina Turner.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s