Polícia para quem precisa…

“Dizem que ela existe /Prá ajudar!/ Dizem que ela existe/ Prá proteger!/ Eu sei que ela pode/ Te parar!/ Eu sei que ela pode/ Te prender!…/ Polícia!/ Para quem precisa/ Polícia!/ Para quem precisa/ De polícia/ Dizem prá você/ Obedecer!/ Dizem prá você/ Responder!/ Dizem prá você/ Cooperar!/ Dizem prá você/ Respeitar!…”. Em 1986 a banda Titãs já cantava aos berros essa música. E quase 30 anos depois ao ver a ação da polícia no caso da Cláudia da Silva Ferreira, a mulher que tomou um tiro da polícia e foi arrastada por mais de 250 metros pelo carro policial, eu me perguntei várias vezes, polícia pra que? Quem precisa desse tipo de polícia??

Os recentes atos policiais tem trazido à tona algo que já acontece desde muito tempo, mas que por vivermos na chamada “Era da Informação” ficam mais expostos a opinião pública; a falta de preparo da polícia brasileira, seja ela civil ou militar. Crescemos no mundo fantástico de bem x mal (maniqueísmo) onde o mocinho vence o malvado, onde o super-herói caça o bandido e acabamos criando um imaginário que a polícia é do bem, mas infelizmente não é isso que tem acontecido. Hoje em qualquer blitz policial você e eu já somos culpados até mesmo sem saber o porquê, e muitos tem provado sua inocência apenas depois de mortos.

Não quero com o meu Café de hoje fazer nenhum tipo de apologia contra os policiais, contudo quero trazer a mesa uma discussão que deve fazer parte de nossos cafés diários, precisamos investir melhor na formação de nossos policiais, e essa formação tem que passar principalmente por questões de humanidade, de amor ao próximo. Pois, ainda que Claudia Ferreira fosse uma bandida nenhum ser humano por pior que seja pode ser tratado a bala como ela foi, tão pouco ser arrastado por um carro. Ninguém pode ser acusado de um possível crime ou envolvimento com coisas ilícitas simplesmente pela cor da sua pele, pela sua condição social, grau de instrução ou lugar onde mora. Nosso Estado precisa capacitar nossos policias a lidar com pessoas, a policia deve promover a vida humana, o crime não se combate com mais crime e sim com educação de qualidade, acesso á saúde e melhor distribuição de renda.

Nossos policiais são tão vítimas desse sistema perverso quanto nós cidadãs e cidadãos civis. Afinal, eles são mal capacitados, mal remunerados, mal assistidos em suas necessidades básicas, e por consequência disso agem sem o menor valor humano como temos visto. Enquanto a vida humana, e suas necessidades básicas não forem preservadas e supridas infelizmente ainda teremos que assistir perplexas e perplexos cenas como as que vimos nesta última semana. Assim me resta perguntar no fim desse meu indignado Café o que eu e você podemos fazer tornar a polícia melhor? Bora lá construir uma história diferente pautada sobretudo em amor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s