Aquela manhã de domingo….

Aquela manhã de domingo, primeiro de maio de 1994, poderia ser como uma manhã dominical como tantas outras manhãs, eu me arrumava para ir à Escola Dominical na Igreja e sempre com a mania da TV ligada, e normalmente o que passava no horário eram as corridas de Fórmula 1. Apesar de ter apenas 11 anos eu acompanhava minimamente o campeonato de corrida, pois tinha o Ayrton Senna, esportista sensacional que contribuía de alguma forma para que os brasileiros sentissem-se felizes em meio há tantos problemas nacionais, que nos rodeiam desde sempre. Porém aquela manhã foi diferente, aquela curva Tamburello no autódromo de Ímola mudou a história desse esporte. Vinte anos se passaram desde então mas essa história ainda é muito viva em nós.

Isso porque esportistas como Ayrton Senna exercem uma profunda admiração em nós pois de alguma forma eles chegam onde não podemos chegar, eles renovam nossas esperanças de que podemos ir além de nossas forças. O próprio Senna é um exemplo disso, quem não se lembra das condições debilitadas que ele chegou ao final da corrida em Interlagos para conseguir ganhar seu primeiro grande prêmio no Brasil.

Esportitas, atores, atrizes, jornalistas, músicos, musicistas e pessoas públicas num geral provocam em nós esse encanto, eles entram em nossas vidas através da dos meios de comunicação e parecem que fazem parte de nossa família de tanto que fazem estão presentes no nosso cotidiano. Tenho refletido muito que isso apesar de certa alienação que provocam não gera grandes males a sociedade, afinal de certa forma essas pessoas fazem coisas inspiradoras que nos ajudam a lidar melhor com a vida dura nossa de cada dia. Novelas, filmes, esportes e programas de entretenimento num geral só serão maléficos se assistirmos ou acompanharmos sem as devidas reflexões, se assistidos com os devidos cuidados podem embalar de uma forma bem positiva nossos sonhos. Há de se ter equilíbrio na vida, em tudo que assistimos, lemos, vivemos e experimentamos.

Refletir é o melhor caminho para tudo que fazemos e observamos, por isso não se sinta alienado por gostar de determinado esporte e esportista, novela, filme ator e atriz, apresentador e programa de rádio ou TV, apenas não vire escravo de uma devoção ao ídolo, mas inspire-se no lado bom da vida dessas pessoas e curta o melhor que o entretimento pode lhe proporcionar. Chame amigos e amigas para uma Mesa de café falando sobre essas figuras que vocês admiram e sobre o que da vida e obra delas pode ser útil na sua própria vida. Inspire-se mais ainda nas pessoas comuns que você pode encontrar no seu dia a dia e que também podem ser inspiradoras de sonhos, força e esperança. Certamente sua vida vai ser muito mais divertida assim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s